Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Dez anos de cadeia para assaltante

O Tribunal Judicial de Santa Comba Dão condenou um homem, de 53 anos, pela autoria de 25 crimes de furto perpetrados em residências e lojas em várias aldeias daquele concelho durante o ano de 2005.
26 de Março de 2007 às 00:00
O arguido foi condenado em cúmulo jurídico por 21 crimes de furto qualificado, quatro de furto simples e um crime de violação de domicílio. O colectivo de juízes teve em conta o facto de o homem ter confessado em julgamento a autoria dos crimes.
O indivíduo foi descoberto por dois caçadores a viver numa tenda situada no meio do mato, local onde também guardava os artigos furtados.
O assaltante tinha por hábito dormir de dia e furtar durante a noite. Em alguns casos, entrava nas habitações, comia, bebia, lavava a loiça, tomava banho, furtava o que via e fugia sem deixar rasto.
Na altura a actividade criminosa do sujeito deu muito trabalho às equipas de investigação da GNR e assustou os habitantes de muitas aldeias de Santa Comba Dão que o intitularam como o ‘ladrão fantasma’.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)