Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Dezasseis detidos por corrupção na Navigator ficam em liberdade

Funcionários acusados de corrupção ficaram proibidos de contactos entre si.
Sérgio A. Vitorino 26 de Junho de 2020 às 09:04
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária FOTO: Diogo Pinto
Os 16 funcionários da empresa de produção de pasta de papel Navigator, detidos pela PJ de Setúbal por corrupção, foram colocados em liberdade por um juiz, que os ouviu em conjunto num auditório. Ficaram apenas proibidos de contactos entre si.

Segundo apurou o CM, a empresa Navigator está a considerar suspendê-los de funções, o que deverá ser contestado pelos advogados dos funcionários.

Trata-se de supervisores, maquinistas e inspetores do parque de madeiras, que recebiam subornos dos fornecedores para pagar como madeira de primeira qualidade outra sem condições. A Navigator terá sido lesada em 15 milhões de euros desde 2017.
Setúbal Navigator PJ crime lei e justiça crime económico corrupção
Ver comentários