Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

DIA SEM CARROS ATENTO ÀS PESSOAS DEFICIENTES

A Semana Europeia da Mobilidade (SEM), entre 16 e 22 de Setembro, e o Dia Europeu Sem Carros (DESC), a 22 de Setembro, serão, este ano, sujeitos ao tema da mobilidade para todos, com atenção especial aos cidadãos com deficiência. Desta maneira, a iniciativa - ontem apresentada no Instituto do Ambiente (IA), em Lisboa - faz ligação com o Ano Europeu das Pessoas com Deficiência, presentemente a comemorar-se.
25 de Junho de 2003 às 00:00
 Este ano a tónica do Dia Sem Carros será a acessibilidade para todos
Este ano a tónica do Dia Sem Carros será a acessibilidade para todos FOTO: Pedro Catarino
Sob o tema "Acessibilidades", as acções a realizar durante a SEM deverão centrar-se numa "mobilidade sustentável que tenha em consideração todas as pessoas", sublinhou Antonieta Castro, do IA, dirigindo-se a uma plateia constituída por representantes de 33 autarquias, empresas de transportes e organismos de deficientes.
REBAIXAR PISO
A título de exemplo, Antonieta Castro referiu-se à adaptação dos autocarros, para que o piso seja rebaixado, facilitando o acesso às pessoas com limitações motoras.
O vice-presidente da Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes, Vítor Graça, sugeriu a instalação, naqueles veículos, de sistemas sonoros para aviso de paragens, à semelhança dos existentes no Metropolitano de Lisboa. Segundo afirmou, daí resultaria, maior tranquilidade para os cegos que, durante uma viagem de autocarro, "têm de manter-se muito concentrados no percurso, para não se perderem".
Vítor Graça notou, igualmente, a vantagem, para os cidadãos cegos, de os sinais de trânsito serem instalados horizontal em vez de verticalmente nos passeios, enquanto Antonieta Castro sugeriu a criação de espaços para cadeiras de rodas nas paragens.
Os municípios que adiram à Semana Europeia da Mobilidade poderão, à semelhança do que sucedeu no ano passado, promover dias temáticos, nomeadamente sobre a utilização da bicicleta, transportes públicos, percursos verdes, ruas vivas ou utilização responsável do carro, embora se pretenda que o tema "acessibilidade para todos" atravesse cada um deles.
A diferença em relação a 2002 reside no facto de serem, desta feita, sete e não apenas três dias os dias da mobilidade sustentável.
CARTAS DE COMPROMISSO
Em 2003 será ainda possível aos municípios aderir ao Dia Europeu Sem Carros e não à Semana Europeia da Mobilidade. Os critérios de adesão ao primeiro são a implementação de uma ou mais medidas permanentes - construção de ciclovias, por exemplo - e pelo menos um dos seguintes: lançamento de um Plano de Acção de Mobilidade Sustentável, aumento da zona sem trânsito automóvel, em relação a 2002, ou alargamento do evento ao fim-de-semana.
Os municípios interessados devem subscrever a carta de adesão, com o respectivo planeamento e indicação da zona sem tráfego automóvel, e enviá-la ao Instituto do Ambiente. A este caberá a elaboração de uma carta compromisso personalizada, que será assinada em cerimónia pública.
O representante do secretário de Estado do Ambiente, Pedro dos Santos, apelou ao empenho e participação das autarquias na segunda edição da Semana Europeia da Mobilidade e na quarta do Dia Europeu Sem Carros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)