Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Diana Fialho passa os dias na prisão a fazer tapetes de arraiolos e a ver televisão

Suspeita de ter matado a mãe adotiva à martelada confessa que os dias na cadeia passam devagar.
16 de Maio de 2019 às 00:54
Diana Fialho está em preventiva
Diana Fialho
Diana Fialho
Amélia Fialho foi morta pela filha Diana e o genro Iuri
Amélia Fialho foi assassinada pela filha e pelo genro no Montijo
Diana Fialho está em preventiva
Diana Fialho
Diana Fialho
Amélia Fialho foi morta pela filha Diana e o genro Iuri
Amélia Fialho foi assassinada pela filha e pelo genro no Montijo
Diana Fialho está em preventiva
Diana Fialho
Diana Fialho
Amélia Fialho foi morta pela filha Diana e o genro Iuri
Amélia Fialho foi assassinada pela filha e pelo genro no Montijo

Diana fialho, suspeita de ter matado a mãe adotiva à martelada e depois, com a ajuda do marido, Iuri Mata, ter queimado o corpo da vitima, diz numa carta enviada à revista TVMais que os dias na Cadeia de Tires passam devagar, mas que agora trabalha na prisão.


A jovem revela que faz tapetes de arraiolos, vê televisão e fala com várias reclusas.

Recentemente, Diana fialho soube que vai mesmo a julgamento com o marido pela morte da mulher que lhe deu colo quando todos a rejeitaram.

Amélia Fialho, a vitima, era tida como uma professora competente e generosa, ligada à igreja e que adorava animais. Tinha três casas e uma conta bancária cobiçada pela filha adoptiva que a matou sem dó nem piedade.

Cadeia de Tires Diana Iuri Mata Amélia Fialho TVMais professora questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)