Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Dinheiro na origem de crime macabro em Arruda dos Vinhos

Jovem brasileira foi morta à facada pelo namorado e primo, Robson Mandela.
Miguel Curado 9 de Outubro de 2019 às 01:30
Camila Mendes estava em Portugal desde agosto
Robson Mandela foi preso pela PJ
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Camila Mendes estava em Portugal desde agosto
Robson Mandela foi preso pela PJ
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Camila Mendes estava em Portugal desde agosto
Robson Mandela foi preso pela PJ
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
Corpo de mulher encontrado dentro de mala em Arruda dos Vinhos
A família de Camila Mendes, a jovem brasileira de 30 anos morta à facada pelo namorado e primo, Robson Mandela, de 38, que depois colocou o cadáver numa mala e a abandonou num passeio em Arruda dos Vinhos, acredita que o crime foi originado pela tentativa de roubo do dinheiro que a vítima guardava.

Em entrevista a um site brasileiro, Werleis Marques, irmão de Camila, explicou que a vítima "estava a juntar dinheiro para levar a filha, de 10 anos, para Portugal".

"Ele [Robson] consumia álcool e drogas e enganou a Camila ao convencê-la de que tinha uma vida boa em Portugal", disse. Robson Mandela terá, alegadamente, começado a agredir Camila mal esta chegou a Portugal, a meio de setembro.

"Ela chegou a preencher um formulário de queixa contra ele na polícia, mas não avançou", acrescentou Werleis Marques.

A família de Camila lançou um peditório para arranjar 6700 euros para trasladar o cadáver da falecida para Ipatinga, cidade do Estado de Minas Gerais de onde era natural.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)