Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

“Diogo, estás no nosso coração”

Família chorou, rezou e atirou flores ao mar que há um ano levou o menino de quatro anos.
16 de Março de 2010 às 00:30
Pais, irmão, avó e amigos de Diogo Sabrosa, ontem, na praia da Quebrada, rezaram e atiraram flores ao mar para assinalar um ano do desaparecimento do menino
Pais, irmão, avó e amigos de Diogo Sabrosa, ontem, na praia da Quebrada, rezaram e atiraram flores ao mar para assinalar um ano do desaparecimento do menino FOTO: Alexandre Panda

Manuela Teixeira'Ficar grávida foi uma bênção de Deus, não substituirá nunca o Diogo, mas irá ajudar a amenizar um pouco a nossa dor. Um beijinho grande para o nosso querido Dé. Estás sempre no nosso coração.' Foram as palavras de Bernardete Sabrosa, ontem ao CM, dia em que passou um ano sobre a morte do filho, na praia da Quebrada, em Matosinhos.

Os pais, o irmão, avó paterna e amigos juntaram-se ontem na praia da Quebrada para homenagear o menino de quatro anos que o mar nunca devolveu. Chegaram ao areal às 16h45, precisamente à hora em que há um ano Diogo foi engolido por uma onda mais forte. Naquele dia o mar estava revolto. Ontem, estava tão sereno que deixou Serafim Sabrosa ainda mais emocionado. 'Nem parece o mesmo mar que levou o Diogo. Está muito calmo. É estranho. Parece que nos ouve', disse o pai de Diogo. A família chorou, rezou e atirou flores ao mar. Uma cerimónia acompanhada também por alguns mergulhadores da Marinha e da Protecção Civil que há um ano realizaram centenas de buscas.

O tio do menino, Simão Sabrosa, não compareceu, mas o irmão do futebolista do Atlético de Madrid afirmou que este não se esqueceu da trágica data. 'Ele ligou. Está tudo bem', disse Serafim.O casal faz agora tudo para apoiar o filho Gonçalo enquanto espera o bebé que nascerá no Verão.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)