Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Director da PSP explica lei aos caçadores

A nova lei de uso e porte de armas vai ser um dos temas principais do XV Encontro Nacional de Caçadores a realizar domingo em Santarém, durante a ExpoCaça, certame que começa amanhã no Centro Nacional de Exposições.
4 de Maio de 2007 às 00:00
Jacinto Amaro, dirigente da Federação Nacional de Caçadores (Fencaça), anunciou a presença do director nacional da PSP, Orlando Romano, que irá ao encontro no domingo para esclarecer as dúvidas sobre a nova lei.
Para Jacinto Amaro, tal como tem sido interpretada, a lei “pode levar ao desaparecimento de grande parte dos caçadores, sobretudo dos que têm menos posses ou residem mais afastados da PSP”.
Os caçadores contestam o o facto de, quando condenados por consumo de álcool ao volante, lhes ficar vedada a renovação da licença de uso e porte de armas.
Por outro lado, os caçadores contestam também a prática de algumas forças da ordem, que estendem o teste de alcoolemia não só ao condutor mas a todos os ocupantes portadores de arma, o que Jacinto Amaro considera “inconstitucional”. O responsável da Fencaça critica que os caçadores sejam obrigados a preencher uma cláusula, quando renovam as suas licenças, que autoriza agentes da PSP a irem, em qualquer altura, a suas casas para verificar se as armas estão bem acondicionadas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)