Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

DIRIGENTE DESRESPEITA JUSTIÇA HÁ ANO E MEIO

Os elementos administrativos, liderados por Ilídio Pinto, que gerem os destinos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Amarante, exercem-no em total desrespeito pelo poder judicial, que considerou nula a eleição dos novos corpos sociais, tomada de posse e consequente gestão dos destinos da colectividade a partir do início do ano de 2004.
29 de Junho de 2004 às 00:00
Em Novembro de 2003 terminou mais um mandato da Direcção dos Bombeiros de Amarante, que dura dois anos. A 6 de Dezembro de 2003 apresentaram-se a sufrágio duas listas. A Lista A, de continuidade, liderada por Ilídio Pinto, e em alternativa a B, do rival José Carlos Neves.
O presidente da assembleia-geral argumentou na altura que a Lista B não reunia as condições para se apresentar a sufrágio, alegando que dois dos elementos propostos não estavam em condições de serem eleitos, e rejeitou a lista. “Decorrente da decisão do presidente da assembleia-geral, a nosso ver ilegal, apresentamos uma providência cautelar a solicitar efeitos suspensivos do acto eleitoral agendado. A juíza deferiu o nosso pedido e informou a direcção dos Bombeiros que tal acto não deveria ser realizado”, explicou aos sócios em conferência de imprensa o líder da lista B.
A direcção dos bombeiros, mesmo notificada em tempo útil pelo Tribunal da Comarca de Amarante, decidiu não acatar a ordem judicial e realizou o acto eleitoral na data aprazada. Seguiu-se a tomada de posse a 1 de Janeiro dos eleitos do acto contrário à decisão judicial.
No dia 9 de Fevereiro, a juíza do Tribunal de Amarante decidiu, em sentença do processo referente à providência cautelar, dar total razão às pretensões da Lista B, mas, segundo o líder da lista impedida de concorrer, “foi mais longe do que isso e declarou ilícito o acto eleitoral e todos os actos subsequentes”.
A Lista A foi notificada no quartel por dois elementos do Tribunal, mas mais uma vez não ligou à ordem judicial e manteve-se em funções. Os elementos da Lista B continuam a afirmar-se candidatos: “Assumimos perante os sócios devolver aos Bombeiros de Amarante o espírito democrático, enquanto expressão da vontade colectiva. Esperamos pela marcação de novo acto eleitoral, referido pelo Tribunal na sua comunicação, que os actuais gestores não acatam, antes preferindo uma fuga para a frente para manterem o poder”.
BMW RETIRADO POR USO INDEVIDO
Confrontado com a notícia publicada ontem pelo CM, onde se contou como Ilídio Pinto utiliza indevidamente uma viatura de marca BMW para seu uso exclusivo, a direcção do Serviço Nacional de Bombeiros (SNB) contactou por telefone o inspector dos bombeiros da Zona Norte, Carlos Pereira, para saber da veracidade da informação. “Respondi que a notícia em causa está totalmente correcta, dado ser verdade que o senhor presidente da direcção utiliza uma viatura que de forma nenhuma pode estar na sua posse, porque é propriedade do SNB”, explicou Carlos Pereira.
Confrontado sobre que medidas estava indigitado pelo SNB para tomar, Carlos Pereira foi elucidativo: “A viatura vai ser-lhe retirada num período brevíssimo e vão ser tomadas medidas para que seja colocada ao serviço para que foi entregue aos Bombeiros de Amarante, ou seja, depois de equipada e caracterizada, vai ser viatura de emergência no apoio aos acidentes no IP4”.
De referir que, ontem de manhã, depois de ter lido a notícia do CM, Ilídio Pinto afixou um documento (cópia de acta) nas vitrinas do quartel dos bombeiros onde, alegadamente, está escrito que lhe tinha sido autorizado a levar para casa o BMW, para uso pessoal da direcção. Só que nenhuma direcção pode alienar um bem do Estado, e a viatura pertence ao SNB e à Protecção Civil.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)