Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

DISCIPLINA É ARMA FORTE

O reforço dos valores mais profundos da ética militar, como o sentido de missão e de disciplina, é a 'arma' que vai permitir ao exército vencer as dificuldades criadas por cortes orçamentais, afirmou ontem, em Leiria, o comandante da Região Militar Norte, tenente-general Cipriano Alves.
2 de Julho de 2002 às 23:44
Na cerimónia comemorativa dos 75 anos do Regimento de Artilharia no 4, durante a qual 142 recrutas juraram bandeira, o tenente-general apelou ao fortalecimento destas virtudes, que construíram o prestígio do Exército, como forma de superar os obstáculos que hoje em dia se colocam à instituição.

"Pelas dificuldades dos tempos actuais, que põem à prova a nossa condição militar, reputo de muito importante que o tradicional sentido de missão, a ética de comportamento e o espírito de disciplina continuem a constituir valores fundamentais", referiu na mensagem dirigida às tropas em parada.

Conforme explicou ao CM, a contenção orçamental "pode limitar um ou outro aspecto", mas em nenhum momento deve constituir pretexto para o não cumprimento dos compromissos assumidos, nomeadamente no estrangeiro.

Excluindo os recrutas, no Regimento de Artilharia no 4, em Leiria, estão colocados 400 militares, dos quais 22 se integram o contingente português em Timor Leste, enquanto outros se preparam para iniciar operações na Bósnia.

Ontem juraram bandeira 142 recrutas, do terceiro turno de 2002.
Ver comentários