Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Disparam roubos às drogas legais

Desde o início do ano que se tornaram cada vez mais regulares os assaltos a lojas de drogas legais, as chamadas ‘SmartShops’, no Algarve. A Polícia está atenta ao fenómeno, numa altura em que foi criado um grupo de trabalho governamental para analisar a legislação das drogas vendidas, suspeitas de provocar ataques psicóticos e agressividade.
3 de Novembro de 2012 às 01:00
PSP  está atenta ao aumento dos assaltos às ‘SmartShops’, que vendem droga legais
PSP está atenta ao aumento dos assaltos às ‘SmartShops’, que vendem droga legais FOTO: luís costa

As ‘SmartShops’ da área da PSP, em Faro e em Portimão, têm sido alvo de ataques regulares desde Janeiro. Na capital da região, já houve oito roubos, incluindo alguns com armas (facas) – a PSP tem três suspeitos identificados e um está já em prisão preventiva. Em Portimão houve quatro assaltos, um com revólver.

"Estamos preocupados com a situação dos assaltos e estamos a orientar algum policiamento em termos de investigação criminal nesse sentido", assume ao CM o subintendente António Lima, do comando distrital de Faro da PSP. Por detrás dos assaltos estarão toxicodependentes, que procuram estas drogas por causarem efeitos semelhantes aos estupefacientes ilegais. Em alguns ataques, os ladrões apenas levaram produtos, deixando para trás dinheiro.

Com a polémica em torno dos efeitos que provocam, o Governo criou um grupo de trabalho para regulamentar este tipo de drogas, que integra um elemento da PSP. Para já "são legais e o comércio é livre", refere o subintendente António Lima.

Nos últimos tempos, têm surgido casos de problemas psiquiátricos em consumidores deste tipo de drogas. 

Drogas Legais PSP Assalto Roubo Crime Smartshop
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)