Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

DIVORCIADOS UNIDOS NA MESA DAS LAMENTAÇÕES

O relacionamento com os filhos no pós-divórcio foi uma problemática amplamente debatida num jantar/convívio realizado anteontem à noite num restaurante de Cabanas de Viriato, Carregal do Sal, que juntou três dezenas e meia de pessoas divorciadas oriundas de vários pontos do País.
4 de Outubro de 2004 às 00:00
Tratou-se de uma iniciativa promovida pela Acolher - Associação de Apoio aos Pais Divorciados e Filhos Desprotegidos, fundada há cinco meses e que tem como objectivo prestar apoio jurídico e psicológico aos pais divorciados e seus filhos.
No encontro, homens e mulheres contaram e lamentaram as suas histórias de vida e todos se referiram à “dificuldade” em se relacionarem com os filhos. “Eu não tive problemas em divorciar-me, tive foi depois grandes dificuldades em ver os meus filhos”, contou Simões Pereira, de 63 anos, natural de Coimbra, um dos participantes.
Quem marcou presença foi Leonel de Carvalho, director da Segurança Social de Viseu que quis “conhecer os estatutos da associação” e vai analisar se os mesmos se enquadram no âmbito de uma Instituição Particular de Solidariedade Social.
A Acolher conta já com 60 sócios mas, segundo Manuel Figueiredo, tem-se deparado “com falta de apoio”.
Ver comentários