Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Motorista português condenado a dois anos de pena suspensa por despiste que matou quatro pessoas em França

Henrique Ângelo fica também proibido de conduzir viaturas motorizadas durante cinco anos.
Manuel Jorge Bento 25 de Novembro de 2020 às 14:02
Autocarro despistou-se na Estrada Centro Europa Atlântica, em Charolles, em 2017
Autocarro despistou-se na Estrada Centro Europa Atlântica, em Charolles, em 2017 FOTO: Direitos Reservados

Henrique Ângelo, o motorista do autocarro que se despistou e provocou a morte a quatro portugueses, em janeiro de 2017, em França, foi hoje condenado a dois anos de prisão com pena suspensa por lesões e homicídios involuntários por condução. Segundo o 'Le Journal de Saône-et-Loire, o arguido fica também proibido de conduzir viaturas motorizadas durante cinco anos.

A empresa transportadora e outra, proprietária da viatura, ambas do pai do motorista, terão de pagar, ao todo, indemnizações de 78 mil euros.

O autocarro seguia a 101 km/h pouco antes do despiste que matou quatro portugueses e deixou 28 feridos, na Estrada Centro Europa Atlântica, em Charolles, em França, a 8 de janeiro de 2017. Estes dados foram indicados nos relatórios dos peritos, citados no início do julgamento, no Tribunal de Mâcon.

No acidente morreram Lídia e José Montez, e ainda Graça Murça, de Vila Nova de Foz Coa, além de Marília Nogueira, de Lousada. A velocidade a que seguia o autocarro foi considerada inadequada pelos peritos, devido à presença de gelo na estrada, e terá originado a perda de controlo da viatura. Mas o acidente foi também causado pela inflação excessiva de pneus, pelo peso da bagagem que limitou a travagem, e pela má fixação do banco do motorista.

A empresa proprietária do autocarro era, por isso acusada, de má manutenção técnica da viatura. O procurador da república pedia que as duas empresas pagassem, cada uma, 100 mil euros de indemnização, mas foram aplicados os pagamentos de 28 mil euros pela Angelotáxi e 50 000 euros pela Rota das Gravuras.

Ver comentários