Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Dois homens agrediam as mulheres e as filhas menores no Algarve

Ficaram proibidos de contactar as vítimas, um deles mediante pulseira eletrónica.
Ana Palma e Rui Pando Gomes 4 de Dezembro de 2019 às 08:56
Mulheres eram vítimas de agressões físicas e psicológicas por parte dos companheiros, que foram detidos pela GNR
Mulheres eram vítimas de agressões físicas e psicológicas por parte dos companheiros, que foram detidos pela GNR FOTO: IStockPhoto
Dois homens foram detidos pelo Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Portimão da GNR, na última semana, em Albufeira e Lagos, por violência doméstica contra as respetivas mulheres e filhas.

Em Albufeira, a detenção ocorreu na manhã do dia 28 de novembro, tendo os militares dado cumprimento a um mandado de detenção emitido pela autoridade judicial. Neste caso, segundo o CM apurou, o suspeito, de 38 anos, agredia fisicamente a mulher de 35 e ameaçava a filha menor, de apenas três anos. Além disso, perseguia a mulher, que vivia momentos de verdadeiro terror.

Uma vez apresentado ao tribunal, o agressor saiu em liberdade, mas ficou com as medidas de coação de proibição de contactos com as vítimas e proibição de sair do País. Teve ainda de entregar o seu passaporte.

A segunda detenção, ocorrida aproximadamente na mesma altura, mas na zona de Lagos, envolveu um homem de 47 anos, que agredia física e psicologicamente a mulher, de 43, e também uma filha, de 15.

O indivíduo foi detido pelos militares do NIAVE de Portimão da GNR mediante um mandado de detenção emitido pelo tribunal, no âmbito de um processo de violência doméstica que já se encontrava em curso.

Uma vez apresentado ao tribunal para primeiro interrogatório judicial, o alegado agressor saiu em liberdade, embora tenha ficado proibido de contactar as vítimas, com recurso a pulseira eletrónica.
Ver comentários
C-Studio