Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Dois homens colhidos e deixados a morrer

Vítima morta no meio da EM533 em Palmela. Jovem escapa com ferimentos em Caminha.
João Carlos Rodrigues e Patrícia Lima Leitão 24 de Dezembro de 2017 às 07:26
Local onde um homem de 55 anos foi atropelado, no Poceirão, em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
 Socorro dos bombeiros e do INEM não evitou a morte da vítima
Local onde um homem de 55 anos foi atropelado, no Poceirão, em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
 Socorro dos bombeiros e do INEM não evitou a morte da vítima
Local onde um homem de 55 anos foi atropelado, no Poceirão, em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
Foge após atropelar mortalmente homem em Palmela
 Socorro dos bombeiros e do INEM não evitou a morte da vítima
Dois homens foram atropelados e deixados na estrada a morrer pelos condutores, que fugiram do local. Num dos casos, em Palmela, a vítima acabou por morrer antes de chegar ao hospital. No outro, em Caminha, o jovem colhido sobreviveu com ferimentos.

O primeiro acidente ocorreu pelas 04h15, na EM533, perto das Lagamenças, Poceirão, no concelho de Palmela. Luís Ferreira Seixo, de 55 anos e que sofria de problemas psiquiátricos, tinha saído de casa para fazer uma caminhada. Na altura, um intenso nevoeiro cobria a região e o homem foi encontrado horas depois no meio da estrada. Ainda foi assistido, mas não resistiu.

A GNR investiga o caso, não descartando a hipótese de a vítima ter sido atingida por um camião cujo condutor não se apercebeu do embate.

Pelas 07h00, mas em Vila Praia de Âncora, Caminha, um jovem de 17 anos que regressava com amigos de uma festa foi atropelado numa passadeira a poucos metros de casa. O condutor acelerou e seguiu sem prestar auxílio.

A vítima foi assistida pelos bombeiros e levada ao hospital devido aos ferimentos. Não corre perigo de vida. 

PORMENORES 
Dois mortos em 36 horas
Desde o início da operação Natal Tranquilo, sexta-feira, a GNR registou dois mortos (em Faro e Palmela), dois feridos graves e 67 ligeiros, em 273 acidentes, de acordo com o balanço feito ao início da tarde de ontem.

Ano sangrento
Até dia 15 de dezembro, 483 pessoas tinham perdido a vida nas estradas portuguesas, mais 61 do que no mesmo período do ano passado.

Reforço até 2 de janeiro
A GNR mobilizou 6500 militares para reforçar o patrulhamento nas estradas portuguesas durante a quadra festiva. A operação Natal Tranquilo termina no dia 2 de janeiro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)