Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Dois polícias corridos à pedrada

Identificar o condutor de um automóvel mal estacionado parece, à partida, uma tarefa simples para qualquer polícia. Mas quando se trata do problemático bairro de S. João de Deus, no Porto, tudo pode complicar-se. Que o digam os dois agentes da PSP que ontem tentaram fazê-lo e acabaram insultados e apedrejados por mais de 200 pessoas.
3 de Abril de 2005 às 00:00
Os dois agentes chamaram reforços ao S. João de Deus, no Porto
Os dois agentes chamaram reforços ao S. João de Deus, no Porto FOTO: Baía Reis
Segundo fontes policiais, tratava--se de uma mera patrulha de rotina. Só que, quando foi abordado, por volta das 14h00, o condutor não gostou e “reagiu mal” – mais uma vez, nada que, em princípio, dois agentes não pudessem resolver.
Não contaram, certamente, foi com tanta solidariedade para com o ‘ofendido’, por parte de moradores e consumidores de droga. O incidente tomou tais proporções – com pedras atiradas à polícia – que os agentes tiveram imediatamente que se socorrer do rádio e pedir reforços. Com o efectivo reforçado, deu-se o recurso à força. Às pedras dos ‘adversários’, os agentes responderam com balas de borracha para acalmar os ânimos.
Resultado final: dois feridos, um polícia e um dos atacantes, transportados, respectivamente, aos hospitais de Santo António e S. João, no Porto. Apesar da gravidade dos confrontos, a polícia não terá feito quaisquer detenções.
PORMENORES
NOVO DIRECTOR
Orlando Romano é o novo director nacional da PSP. Antigo responsável pela PJ, chega ao topo da hierarquia da polícia numa altura marcada por vários ataques a agentes da PSP, três deles mortais no concelho da Amadora. O episódio de ontem no Porto é mais um sinal.
BAIRRO DO ZAMBUJAL
No início de Fevereiro, um agente da PSP foi agredido e injuriado por três indivíduos no Bairro do Zambujal, em Alfragide, na Amadora, quando tentava impedir que um homem fosse espancado pelos três atacantes.
ZONAS QUENTES
São conhecidos por bairros proibidos e referenciados pelas autoridades como zonas problemáticas devido à acção de alguns indivíduos. São vários nos arredores de cidades como Lisboa, Porto e Coimbra e é frequente ocorrerem problemas, alguns graves.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)