Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Enfermeiros acusados da morte de mãe e bebé

Profissionais do Hospital de Aveiro julgados por homicídios por negligência.
3 de Outubro de 2014 às 17:31
Enfermeiro faz exame a paciente
Enfermeiro faz exame a paciente FOTO: Ricardo Almeida

O Tribunal de Aveiro vai começar a julgar este mês dois enfermeiros que estão acusados de dois crimes de homicídio por negligência pela morte de uma mulher e do bebé, durante o trabalho de parto.

O caso remonta a 12 de maio de 2010, quando, pelas 4h21, a mulher, de 35 anos, deu entrada na Urgência do Serviço de Obstetrícia do Hospital de Aveiro, em fase inicial de trabalho de parto. Segundo a acusação do Ministério Público (MP), a parturiente foi colocada num quarto do Bloco de Partos e foi sujeita a analgesia epidural, tendo ficado ligada a um sistema de monitorização cardiotocográfica, que permite controlar o ritmo cardíaco do bebé, e as contrações da mãe. A mulher, que se encontrava acompanhada do marido, acabou por adormecer e, pouco tempo depois, os registos cardiotocográficos cessaram não produzindo, no entanto, qualquer sinal de alarme.


Só por volta das 7h00, é que os enfermeiros detetaram esta alteração. Deslocaram-se ao quarto da parturiente e constatam que esta se encontrava em paragem cardiorrespiratória, tendo sido realizadas manobras de reanimação, sem sucesso. O feto também acabou por morrer por asfixia, tendo sido retirado já sem vida através de cesariana.


O MP considera que os enfermeiros "atuaram sem a atenção e cuidados requeridos para o acompanhamento do trabalho de parto", por descurarem o controlo visual dos registos cardiotacográficos, "não se apercebendo atempadamente da inexistência de sinais vitais registados". Em consequência disso, "os arguidos não intervieram nem chamaram a equipa médica a intervir junto da parturiente, efetuando os procedimentos adequados a tentar reanimá-la, revertendo a paragem cardiorrespiratória e salvando a sua vida ou, não sendo isso possível, extrair o feto com vitalidade", conclui o MP.


Inicialmente, os dois enfermeiros foram acusados pelo MP por um crime de homicídio por negligência, mas o juiz de instrução criminal acabou por imputar a cada um dos arguidos mais um crime de homicídio por negligência, relativo ao feto.

Tribunal de Aveiro enfermeiros julgados morte mãe bebé
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)