Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Donos de unidade hoteleira obrigam funcionárias a prostituir-se

Casal foi condenado pelo Tribunal de Coimbra.
10 de Dezembro de 2016 às 09:42
Tribunal de Coimbra
Tribunal de Coimbra FOTO: Ricardo Almeida
Um casal – ela estrangeira e ele português – foi condenado pelo Tribunal de Coimbra pelo crime de lenocínio.

Os dois geriam um estabelecimento hoteleiro no distrito, onde obrigavam as funcionárias a prostituírem-se nos locais adjacentes ao edifício, cobrando-lhes uma percentagem pelos serviços.

No decorrer da investigação, a cargo do SEF, foram identificadas várias mulheres estrangeiras em situação ilegal. A arguida foi condenada a dois anos e três meses de prisão e o homem a dois anos. Ficaram com pena suspensa.
Tribunal de Coimbra SEF julgamento prostituição lenocínio Coimbra
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)