Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Dor no funeral de menor

Centenas de pessoas estiveram, ontem à tarde, no funeral de Luís Carlos, 15 anos, o jovem encontrado morto no rio Vouga, em S. João de Loure, Albergaria-a-Velha, na manhã de sexta-feira. Na igreja local, a família do menor estava inconsolável.
17 de Março de 2009 às 02:30
Colegas de escola carregaram o caixão até ao local onde foi enterrado
Colegas de escola carregaram o caixão até ao local onde foi enterrado FOTO: Vera Tavares

 A dor dos amigos, colegas e professores também era visível. "Para nós os dias têm sido um inferno. Não nos conseguimos concentrar na escola. Sentimos uma grande revolta", disseram ao CM alguns colegas de escola de Luís Carlos.

Luís Carlos Sequeira desapareceu no rio Vouga, na passada quarta-feira, quando brincava com um grupo de amigos que se manteve em silêncio mais de trinta horas. Só Rúben Almeida, o mais jovem do grupo, acabou por confessar o sucedido aos bombeiros na noite de quinta-feira. Foi o único a comparecer nas cerimónias fúnebres.

Os outros quatro amigos de Luís, que o acompanhavam nesse dia, estão a receber apoio pela psicóloga da EBI de S. João de Loure. Ana Sofia Nunes garantiu ao CM que os menores se sentem muito revoltados por não terem conseguido "salvar o amigo".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)