Droga falsificada aumenta na rua

São cada vez mais e actuam nas principais zonas turísticas ou de maior movimento da região. De forma dissimulada, oferecem aos turistas saquetas de pó branco e tabletes acastanhadas, que afirmam ser cocaína ou haxixe, que se propõem vender a "bom preço". E os incautos que compram o ‘produto’ acabam por levar um analgésico ou louro prensado.
12.05.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Droga falsificada aumenta na rua

Na área da GNR, o fenómeno ocorre sobretudo em Albufeira, Vilamoura e Quarteira. E, na da PSP, na Praia da Rocha, em especial no Verão.

Embora tratando-se de situações que "não consubstanciam crime nem sequer contra-ordenação", segundo referiu ao CM o oficial de Relações Públicas do Comando da GNR na região, tenente-coronel Azevedo Palhau, esta força "está atenta" ao problema, estando a identificar vários vendedores por semana. No ano passado, eram "menos", esclareceu.

O mesmo responsável revelou que, anteontem à tarde, pelas 16h30, na Baixa de Albufeira, foram identificados três homens, com idades entre os 20 e os 30 anos. Todos eles estavam na posse de saquetas de analgésico Aspegic, que tinham acondicionado como se de cocaína se tratasse e que tentavam vender a turistas, sobretudo estrangeiros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!