Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Droga valia 10 mil €

A GNR apreendeu, ontem de manhã, 190 quilos de canábis que foram plantados num quintal da freguesia de Penhalonga, no concelho de Marco de Canaveses. O suspeito teria um lucro de dez mil euros caso vendesse a droga.
27 de Outubro de 2009 às 00:30
Foi numa patrulha de rotina da GNR que a droga foi avistada
Foi numa patrulha de rotina da GNR que a droga foi avistada FOTO: Alexandre Panda

O homem de 43 anos, reformado por invalidez, foi detido pelas autoridades e é hoje presente ao Tribunal de Marco de Canaveses onde deve responder por tráfico de droga.

As plantas de canábis estavam cuidadosamente colocadas em linha – tinham uma altura entre 70 centímetros à cinco metros – e já tinham chegado à maturação. Estas estavam a ser cultivadas num quintal privado de uma freguesia ribeirinha do rio Douro. As autoridades descobriram a plantação, depois da GNR de Alpendorada ter avistado as plantas durante uma patrulha . O suspeito nunca teve a preocupação de esconder as plantas ilegais que estavam à vista de todos. Esse facto despertou a atenção dos guardas. Os mandados de busca foram emitidos pelo Tribunal do Marco de Canaveses.

O CM sabe que o detido já confessou ser o proprietário das plantas, mas negou que os 190 quilos de canábis fossem para o tráfico de droga, garantindo tratar-se apenas de consumo. Fonte policial adiantou ao CM que o homem não tem antecedentes criminais.

Esta apreensão, de 75 pés de grandes dimensões, constitui um recorde absoluto de apreensão de canábis na zona de Marco de Canaveses.

As plantas foram encaminhadas para a Polícia Judiciária do Porto, onde serão analisadas e posteriormente destruídas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)