Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Duas carrinhas atacadas

Os assaltos ocorreram em ambas as margens do rio Tejo, quase em simultâneo, por volta das 11h00. Na Charneca da Caparica, Almada, quatro homens atacaram uma carrinha de valores estacionada junto a um banco. Dois acabaram presos, com os funcionários da carrinha de valores a auxiliarem a GNR. Perto do Casino Estoril, em Cascais, um encapuzado com pistola atacou o funcionário de uma outra carrinha. O ataque rendeu milhares de euros ao assaltante, que fugiu de moto.
20 de Agosto de 2009 às 00:30
Carrinhas foram atacadas quase em simultâneo, em Almada e Cascais
Carrinhas foram atacadas quase em simultâneo, em Almada e Cascais FOTO: Manuel Moreira

Na Charneca da Caparica, Almada, o ataque foi feito por quatro encapuzados. A carrinha de valores estacionou junto a um banco em Palhais. Mal saíram da viatura, os dois funcionários foram ameaçados com pistolas. Os ladrões roubaram uma quantia em dinheiro indeterminada, com o ataque a ser presenciado por populares. Alertada de imediato, a GNR chegou a tempo de ver os quatro ladrões no local do crime. Uma inesperada manobra do condutor da carrinha ‘trancou’ o automóvel dos ladrões, tendo dois escapado a pé. Os outros dois tentaram fazer o mesmo, mas foram presos. Não foi possível apurar se o dinheiro foi recuperado. A PJ de Setúbal investiga.

Quase à mesma hora, na Avenida Aída, no Estoril, Cascais, um homem encapuzado e armado com uma pistola, abordou um funcionário da Prosegur quando este regressava à carrinha, vindo de uma dependência do Santander Totta. Ameaçada com a arma de fogo, a vítima teve de entregar dois sacos com notas e um com moedas. O assaltante correu em direcção a um cúmplice e os dois fugiram de moto. A Polícia Judiciária está a investigar este caso.

ASSALTOS DIMINUÍRAM FACE A 2008

Desde o início deste ano, o número de assaltos a carrinhas de valores desceu de forma considerável em relação ao ano passado. Sem contar com estes dois últimos casos, registados ontem na zona da Grande Lisboa, a PJ registou, no primeiro semestre de 2009, 21 assaltos deste género, contra 35 no mesmo período do ano passado.

Segundo uma fonte da Polícia Judiciária, citada pela Agência Lusa, esta tendência "deve manter-se" no resto do ano. "Isto representa uma descida significativa. A mesma tendência foi registada entre o primeiro e segundo semestre do ano passado", disse fonte policial.

Segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal, relativos a 2007, Portugal foi o terceiro país da Europa com mais assaltos no sector do Transporte e Tratamento de Valores, com 83 ataques, atrás de França ( com 91) e o Reino Unido (105).

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)