Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Dupla espanca deficiente para roubar 200 euros

A calma da madrugada de ontem em Cuba, no distrito de Beja, foi interrompida com um assalto e uma agressão brutal a um homem, de 65 anos, que sofre de deficiência física. Para levar 200 euros da habitação degradada onde vive, a dupla de assaltantes esmurrou, pontapeou e agrediu Manuel Leão com uma tranca de ferro. O homem relatou ao CM os momentos de terror.

14 de Maio de 2012 às 01:00
Manuel Leão ficou com ferimentos na cara e na cabeça em resultado da brutal agressão sofrida
Manuel Leão ficou com ferimentos na cara e na cabeça em resultado da brutal agressão sofrida FOTO: Pedro Galego

"Quase me matavam. Eu estava a dormir. Entraram lá para dentro depois de rebentarem a porta e deram-me uma carga de porrada tão grande", explicou, visivelmente transtornado, poucos minutos depois de ter tido alta do Hospital de Beja. As marcas da brutalidade dos agressores estão na face e na cabeça do homem, que tem dificuldades de locomoção. O lado direito do rosto está pisado, inchado e não consegue abrir um dos olhos.

Eram cerca de 05h00 da manhã quando tudo aconteceu no número 39 da rua Visconde da Esperança. Os dois assaltantes acabaram por ser detidos pela GNR, depois do alerta de uma família de vizinhos de etnia cigana que colaborou com as autoridades. Os ladrões são residentes naquela vila e têm 21 e 32 anos. "Isto é malta que precisa de dinheiro rápido para a droga. Estamos todos chocados com o que fizeram àquele pobre coitado", disse ao CM um vizinho, que preferiu não se identificar para evitar represálias.

Depois de voltar para casa, ontem à tarde, Manuel Leão começou a receber visitas de vizinhos que o ajudaram a comer e a descansar. Conhecido na localidade como ‘Algareira', a vítima passa o dia entre os café de Cuba, e sobrevive com a ajuda dos vizinhos. Não tem familiares chegados a residir por perto.

CUBA ESPANCADO AGRESSÃO ROUBO ASSALTO
Ver comentários