Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Duro golpe no tráfico

Escolhiam sítios diferentes para vender a droga e muitas vezes faziam entregas do produto ao domicílio. As duas redes de traficantes de heroína e cocaína (oito homens e uma mulher), abasteciam quase todo o Algarve e algumas zonas do Baixo Alentejo. Foram ontem desmanteladas pela GNR, após cinco buscas em casas na zona de Loulé e uma na Amadora.

18 de Maio de 2012 às 01:00
Nas buscas realizadas em Benfarras foram detidos seis homens e uma mulher. Numa das casas a droga foi encontrada enterrada
Nas buscas realizadas em Benfarras foram detidos seis homens e uma mulher. Numa das casas a droga foi encontrada enterrada FOTO: Luís Costa

A operação mais musculada decorreu na zona de Benfarras, onde o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Loulé desmantelou, ao início da manhã, um minilaboratório de produção de heroína, numa das três casas alvo de buscas. Os militares do NIC encontraram quase um quilo de heroína em estado puro, produto químico para misturar, um moinho e três balanças. Foram ainda apreendidos 18 mil euros em notas. No mesmo local, sabe o CM, os militares tiveram de escavar para encontrar cocaína que estava enterrada no quintal (ver caixa).

Segundo referiu ao CM fonte da GNR, os suspeitos "iam a Lisboa buscar a droga pura e aumentavam as doses para depois vender aos consumidores". O negócio era feito "em pontos de venda no mato" e algumas vezes as entregas "eram feitas de carro ao domicílio".

No mesmo dia e quase à mesma hora, a GNR de Tavira apreendeu uma grande quantidade de dinheiro e ouro, em duas buscas na zona de Loulé e uma na Amadora.

DINHEIRO E OURO EM TAVIRA

Cerca de 12 350 euros, vários artigos de ouro, telemóveis e medicamentos utilizados no corte de droga foram apreendidos pela GNR de Tavira, ontem, em duas buscas domiciliárias na zona de Loulé e numa terceira na Amadora, no âmbito de uma investigação de tráfico de estupefacientes iniciada há um ano.

Foram detidos dois traficantes, de 24 e 26 anos, ambos de nacionalidade cabo-verdiana.

Na operação, que decorreu durante a madrugada e manhã de ontem, estiveram empenhados 25 militares do Comando Territorial de Faro da GNR.

DROGA ESTAVA ENTERRADA EM QUINTAL

Uma pequena parte da droga e do dinheiro apreendido pela GNR na operação desencadeada na zona de Benfarras, ontem de manhã, em Boliqueime, estava enterrada no quintal de uma das habitações que foi alvo de buscas. Estava num terreno que tinha sido cavado, como se se destinasse a ser cultivado .

O referido material estupefaciente foi "detectado por cães das equipas cinotécnicas da GNR, especializados na detecção de droga", confirmou ao CM fonte do Comando da GNR.

O mesmo aconteceu, aliás, ao dinheiro que tinha sido enterrado no local onde estava a a droga: como várias notas tinham sido usadas para inalar heroína, foram facilmente localizadas pelos cães envolvidos na operação de busca.

DROGA TRÁFICO LOULÉ AMADORA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)