Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Duzentos incêndios por dia

Além do sol e da falta de chuva, aí está o número de incêndios nos últimos dias para que este Inverno pareça Verão. De acordo com dados do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC), foram registados, entre quinta e sexta-feira, mais de 450 fogos florestais, um pouco por todo o País, que mobilizaram mais de mil bombeiros por dia.
20 de Fevereiro de 2005 às 00:00
“São valores muito invulgares para esta época do ano”, refere fonte do SNBPC ao CM. Só ontem, até às 18h30, já tinham ocorrido mais de cem fogos.
“Durante a última semana têm sido registados cerca de duas centenas de incêndios por dia”, adiantou a mesma fonte. “Mas estamos a falar de pequenos fogos, que são controlados ao fim de pouco tempo, até porque os elementos já estão de prevenção para este tipo de situações”, disse a fonte do SNBPC. Todos os centros distritais e corpos de bombeiros estão em alerta amarelo desde sexta-feira.
O tempo seco, a direcção do vento e os baixos índices de humidade no ar e no solo são, de acordo com o SNBPC, os factores que contribuem para o quadro de risco elevado de incêndios – um aviso que vale até às 24h00 de hoje, já que é esperada uma mudança no estado do tempo para os próximos dias.
Será um descanso bem acolhido pelos bombeiros, que nos últimos dias não têm tido mãos a medir. Na sexta-feira, 201 incêndios mobilizaram 236 corporações de todo o País, que activaram para o combate às chamas 1377 homens, apoiados por 360 viaturas. Anteontem, o SNBPC contou 211 ocorrências, que mobilizaram 1298 elementos e 372 viaturas de 232 corporações.
Já ontem, até às 18h30, tinham sido contabilizados mais de cem incêndios.
O distrito do Porto registava o maior número de ocorrências, com 25 fogos, seguido pelos distritos de Vila Real e Viseu, 21 fogos cada.
Um dos casos mais complicados ocorreu na região de São Pedro do Sul, onde um incêndio de grandes proporções eclodiu às 23h00 de sexta-feira em Valadares, Santa Cruz da Trapa. As chamas só foram circunscritas pelas 12h00 de ontem. O vento forte que se fez sentir e os maus acessos da zona dificultaram o combate às chamas.
Em Castelo de Paiva, distrito de Aveiro, as chamas consumiram durante cinco horas uma área de eucaliptal. Em Estarreja, foram combatidos pelos bombeiros vários focos de incêndio consecutivos, sempre separados por escassos quilómetros.
Em Rio Maior, distrito de Santarém, um fogo na zona da Azambujeira, entre as 12h50 e as 15h48, mobilizou cinco corporações de bombeiros, com 39 elementos e dez viaturas, para uma zona de acessos difíceis onde ardeu uma área de mato, pinhal e eucaliptal.
CHUVA EM INVERNO SECO
O Instituto de Meteorologia prevê aguaceiros para a próxima terça-feira, nas regiões Norte e Centro. A precipitação não será suficiente para alterar as condições de seca. “O tempo seco vai continuar. Terça-feira estão previstos aguaceiros para as regiões do Norte e Centro, mas a quantidade de precipitação não é muito significativa”, afirmou a fonte.
A fonte do IM adiantou que os aguaceiros deverão regressar a todo o território nacional no próximo fim-de-semana, mas “não se está a prever grandes quantidades” e por ora essa previsão é “apenas uma tendência”.
Fonte do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil revelou que o risco elevado de fogos florestais só se prolongará até às 24h00 horas de hoje, mantendo-se também a proibição de realizar queimadas, mesmo em áreas abertas.
PERIGO
O FIM DE SEMPRE
O actual Inverno tem sido um dos mais secos e em Janeiro não choveu em algumas regiões do País, uma situação inédita nos últimos 100 anos. Devido ao tempo, o Santuário de Fátima promove orações de fiéis a pedir chuva.
CHAMAS EM VILA REAL
O distrito de Vila Real registou este ano 193 incêndios, que queimaram 351 hectares de terreno, essencialmente de mato. Montalegre, Boticas e Vila Real são os concelhos mais afectados.
PORTALEGRE
O distrito de Portalegre, um dos mais atingidos pelos incêndios de Verão, não tinha, até às 18h30 de ontem, qualquer situação de fogo florestal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)