Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

“Ela bateu-me”

O militar da GNR identificado pela PSP de Viseu por violência doméstica e por ter utilizado um machado para intimidar a ex-companheira nega que "alguma vez" a tenha agredido, adiantando que a ferramenta apreendida "é uma peça de decoração que estava no carro por acaso". O cabo Mário Oliveira, 51 anos, confirma que sábado à noite teve "mais um desentendimento" com a ex-mulher, mas garante que o agredido foi ele.
3 de Novembro de 2010 às 00:30
Mário Oliveira, 51 anos, militar da GNR, garante que tinha o machado no carro “por acaso” e que não o usou
Mário Oliveira, 51 anos, militar da GNR, garante que tinha o machado no carro “por acaso” e que não o usou FOTO: Luís Oliveira

"Chamou-me a casa, onde estava com vários amigos. Saíram todos na minha direcção e ela viu o machado no banco do carro e atirou-o para o quintal do vizinho. Ela ameaçou-me com um guarda--chuva e deu-me uma chapada na cara. Depois, partiram-me os vidros do carro", contou ontem o militar da GNR, garantindo ter sido ele "a chamar a PSP".

O militar, como o CM noticiou na segunda-feira, foi levado para a esquadra da PSP e identificado, e diz ter justificado o facto de ter o machado na viatura: "É uma peça de decoração que estava no carro por acaso. Ficou lá na altura em que mudei de casa."

Mário Oliveira está "inconformado com o fim da relação amorosa, que já a tentou retomar por várias vezes". Mas "agora chega: durante dois anos tratei esta mulher como uma princesa e agora ela quer tramar-me. Não merece o bem que lhe fiz", desabafa o militar, ao serviço do Comando Territorial da GNR de Coimbra, que se encontra de baixa psiquiátrica há três meses e que por isso está a viver em Abraveses, no concelho de Viseu.

A ex-companheira de Mário Oliveira, vendedora, de 45 anos, cansada de se "sentir perseguida e intimidada" por ele, queixou-se às autoridades policiais. Entretanto, conseguiu obter uma ordem do tribunal que o impede de se aproximar da sua residência, só que o visado garante "desconhecer" a determinação judicial.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)