Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Elemento do gang do Pecas volta a tribunal

Apenas um dos elementos do violento gang do Pecas (grupo responsável pela morte a tiro do chefe da PSP Sérgio Martins) está a ser julgado pelo assalto à bomba de gasolina da Galp, entre Faro e Olhão, um dos vários praticados na região para roubar caixas multibanco.
5 de Janeiro de 2008 às 00:00
Ricardo Jimenez – condenado em Setembro de 2007 a seis anos e seis meses de prisão pelo envolvimento na morte do agente da PSP – voltou ontem ao banco dos réus, no Tribunal de Faro, para responder pelo penúltimo assalto praticado antes da morte do agente da PSP, quando fazia uma barreira para capturar o perigoso grupo.
Jimenez é o único acusado pelo Ministério Público neste caso, que envolveu troca de tiros com a GNR. Os outros elementos do gang não foram identificados e apenas uma impressão digital do arguido foi encontrada no carro usado no assalto – um Mercedes roubado – depois abandonado.
O procurador pediu a condenação de Jimenez em quatro anos e seis meses de prisão, por dois crimes de dano qualificado e prática de violência. A Defesa do arguido entende que “não há elementos de prova suficientes”. A leitura da sentença foi marcada para dia 1 de Fevereiro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)