Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Empregada de mesa lidera roubo violento

A empregada de mesa que planeou o assalto à ourivesaria Pinhal, na Chamusca, foi condenada a sete anos de prisão efectiva e os dois executantes do crime a cinco anos cada um, de acordo com o acórdão lido quinta-feira no Tribunal da Golegã.

18 de Fevereiro de 2012 às 01:00
José Pinhal foi assaltado
José Pinhal foi assaltado FOTO: direitos reservados

O trio liderado por Fátima Antunes, 35 anos – que conduziu o carro da fuga –, foi considerado culpado dos crimes de roubo agravado, coacção agravada, detenção de arma proibida e falsificação de documento. A 7 de Abril de 2011, Ângelo Carvalho, 39 anos, e Bruno Nunes, 25, entraram de caçadeira em punho na ourivesaria Pinhal e ameaçaram de morte José Pinhal e um empregado, Raul Silvestre. Roubaram relógios e objectos de prata no valor de 1250 euros e 200 euros da caixa-registadora. O trio foi detido poucos dias depois, na zona da Amadora, pela PSP e pela Polícia Judiciária de Leiria.

assalto ourivesaria chamusca empregada de mesa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)