Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

"Se eu morrer, a Rosa fica rica": Amigos do triatleta dizem que foi a viúva que 'reforçou' os seguros

Treinador de Luís Grilo também foi ouvido na quinta sessão do julgamento.
Rita F. Batista, Tânia Laranjo e Débora Carvalho 8 de Outubro de 2019 às 09:20
A carregar o vídeo ...
Arguida apresentou-se animada diante do tribunal esta terça-feira.
Dois amigos de Luís Miguel Grilo foram ouvidos esta tarde em tribunal - naquela que é a quinta sessão do julgamento - e revelaram ter sido Rosa Grilo a responsável pelo reforço dos seguros de vida do triatleta, segundo lhes terá dito o triatleta. 

Segundo um dos amigos do triatleta, Pedro Prisco, Grilo chegou mesmo a dizer: "Se eu morrer, a Rosa fica rica".

Já Vítor Cunha afirma que Rosa e Luís "eram mais amigos do que um casal com amor"

Na primeira parte da quinta sessão do julgamento, que começou com duas horas de atraso devido ao coletivo de juízes estar em alegações finais de outro caso, foram ouvidos da parte da manhã a empregada doméstica de Rosa Grilo e o treinador e amigo de Luís Grilo.

A empregada referiu que esteve na casa do casal pela última vez na semana anterior ao desaparecimento do triatleta. Afirmou que o cenário da casa estava diferente do habitual. Deu por falta de dois tapetes no quarto em que Luís Grilo dormia.

A mulher reparou ainda que a cama e mesas de cabeceira do triatleta estavam na garagem e que o colchão tinha desaparecido, apesar de estar em bom estado. A empregada confirmou ainda que Rosa e Luís Grilo não dormiam juntos.
Empregada de Rosa Grilo afirma que cama do triatleta estava na garagem e faltavam dois tapetes no quarto


O treinador de Luís Grilo referiu que o amigo mencionou, numa conversa de grupo, que tinha reforçado os seguros devido aos riscos que corria com a prática de desportos.

A testemunha sublinhou também que notou "frieza entre o casal", na prova em Frankfurt, uma semana antes do desaparecimento de Luís Grilo.

Na quinta sessão do julgamento, Rosa Grilo enverga um vestido rosa choque e está sorridente e bem disposta. António Joaquim apresenta-

Advogada afirma que Rosa Grilo está "serena e tranquila"

se de fato escuro e com a cara cerrada. O pai de Rosa Grilo está na primeira fila a assistir ao julgamento. 

Ao entrar no tribunal para a segunda parte da quinta sessão do julgamento, o advogado de António Joaquim afirmou que o cliente está "esperançoso de que se faça justiça e de ser absolvido". 

Durante a quinta sessão de julgamento está previsto serem ouvidas 16 testemunhas, oito da parte da manhã e as restantes da parte da tarde.

Também os inspetores da Polícia Judiciária encarregues da condução do caso vão depor perante o coletivo de juízes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)