Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Empresa processada

A Câmara Municipal de Silves interpôs uma acção judicial contra a construtora Viga D’Ouro por suspeita de sobrefacturação.
22 de Janeiro de 2008 às 00:00
A empresa garante que apenas facturou os trabalhos feitos, mas a análise das obras nos inquéritos disciplinares a funcionários da autarquia, feitos por auditores externos, levantou suspeitas de cobrança excessiva, sobretudo, de inertes.
“A Câmara meteu um processo à Viga D’Ouro, para reaver a diferença da sobrefacturação”, disse ao CM fonte da vereação. “Não confirmo nem desminto”, respondeu a presidente da Câmara. Contactada ontem em Lisboa, Isabel Soares recusou comentar o caso Viga D’Ouro, alegando segredo de Justiça.
O sócio-gerente da Viga D’Ouro, António Aleluia, garantiu ao CM: “O que fiz facturei, o que não fiz não facturei”. Os auditores dos processos disciplinares discordam. Na remodelação da rede de águas e esgotos do Cerro Gordo, numa das dezenas de obras analisadas, o auditor verifica “que foram fornecidos 11 247 m3 de inertes para tapar valas com 3858 m3”. E “parece também excessiva a facturação de 254 sacos de cimento (cerca de 10.160 kg) para a construção das 17 caixas de visita”. Esta constatação é recorrente noutras obras.
POUSADA EM PÊRA ESTÁ CANCELADA
A presidente da Câmara de Silves deslocou-se ontem a Lisboa para tentar resolver o cancelamento, por parte do Governo, do protocolo estabelecido com a autarquia para a construção de uma Pousada da Juventude em Pêra.
“Foram-me enganando meses a fio”, desabafou Isabel Soares, ao CM, recordando que as empreitadas nas pousadas em Portimão, Aljezur e Tavira avançaram enquanto o protocolo para Pêra foi metido na gaveta. Até ser comunicada a nulidade do protocolo, a Administração Central, segundo Isabel Soares, foi adiando o início da empreitada, justificando com outras em curso.
A autarca garantiu que havia um protocolo ratificado para a construção da Pousada da Juventude de Pêra. Assegurou ainda que a autarquia gastou 70 mil euros em projectos para viabilizar a obra protocolada pela Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto. “Agora quero saber como se resolve”, afirmou Isabel Soares, à entrada para uma reunião na Secretaria de Estado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)