Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Empresária agredida e arrastada pelo chão em Vouzela

Mulher foi violentamente atacada, na empresa que gere, a murro e pontapé.
Luís Oliveira 5 de Outubro de 2019 às 10:05
Vítima das agressões ficou com ferimentos graves e foi assistida nas urgências do Hospital São Teotónio, em Viseu
GNR
GNR
Vítima das agressões ficou com ferimentos graves e foi assistida nas urgências do Hospital São Teotónio, em Viseu
GNR
GNR
Vítima das agressões ficou com ferimentos graves e foi assistida nas urgências do Hospital São Teotónio, em Viseu
GNR
GNR
Uma mulher de 32 anos, empresária com negócios ligados ao comércio de pneumáticos, foi brutalmente agredida pelo ex-companheiro numa zona industrial de Vouzela, no distrito de Viseu.

As cenas de violência aconteceram a seguir à hora de almoço da passada quinta-feira. A vítima estava na sede da empresa de que é proprietária, do ramo do negócio de pneus, quando foi surpreendida pelo suspeito, seu ex-companheiro.

Segundo apurou o CM, da discussão o casal passou rapidamente para cenas de grande violência. O homem agrediu brutalmente a empresária com vários pontapés e também a murro. Depois terá arrastado a vítima pelo chão, puxando-lhe os cabelos.

A vítima gritou por socorro e acabaram por ser dois operários da construção civil, que passavam no local, que se aperceberam dos gritos e foram em socorro da mulher. Nessa altura, o suspeito das agressões assustou-se e fugiu.
A patrulha da GNR de Vouzela foi chamada ao local e tomou conta da ocorrência. Foi a estes militares que a vítima indicou, depois, quem foi o autor das brutais agressões.

A empresária foi socorrida num primeiro momento pelos bombeiros de Vouzela, e depois transportada para as urgências do Hospital São Teotónio, em Viseu onde foi assistida aos ferimentos sofridos.

O Núcleo de Investigação a Vítimas Especificas da GNR de Viseu procura localizar o suspeito das agressões ocorridas em contexto de mais um caso de violência doméstica. A mulher tem dois filhos menores.

OUTROS CASOS
Guarda
A PSP da Guarda recebeu na última semana três queixas de mulheres que acusam os companheiros de agressões em contexto de violência doméstica. A polícia investiga.

Almeida
Um homem de 47 anos foi detido por violência doméstica sobre a companheira, de 25, numa aldeia do concelho de Almeida, no distrito da Guarda. Além de agredir a mulher ameaçava-a também de morte.

Fundão
A GNR do Fundão apreendeu duas armas de fogo a um homem de 55 anos suspeito de violência doméstica sobre a mulher, de 55 anos, e também sobre os seus dois filhos, de 18 e 24 anos.
Vouzela Viseu GNR Fundão crime lei e justiça questões sociais polícia maus-tratos crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)