Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Empresário português suspeito de matar cunhado na Venezuela

Fernando Lavandinha Fernandes está em prisão preventiva. É suspeito de ser o mandante de três homicídios.
M.C. 19 de Junho de 2019 às 01:30
Fernando Lavandinha Fernandes
Bandeira da Venezuela
Bandeira da Venezuela
Bandeira da Venezuela
Fernando Lavandinha Fernandes
Bandeira da Venezuela
Bandeira da Venezuela
Bandeira da Venezuela
Fernando Lavandinha Fernandes
Bandeira da Venezuela
Bandeira da Venezuela
Bandeira da Venezuela
Fernando Lavandinha Fernandes, um empresário português do ramo alimentar que está em prisão preventiva na Venezuela desde o final de maio, é suspeito de ser o mandante de três homicídios, entre os quais o de um familiar cujo cadáver nunca apareceu.

A polícia de investigação venezuelana revelou esta terça-feira publicamente que os três crimes de que Lavandinha Fernandes é suspeito remontam a 2017.

José Albertino Henriques, um cunhado, foi a primeira vítima. Segundo a polícia venezuelana, mal soube que o familiar estava prestes a receber uma herança de seis milhões de euros, o empresário mandou-o sequestrar. O corpo nunca apareceu.

As outras duas vítimas, ambas venezuelanas (um era cantor) terão sido executadas a mando de Lavandinha Fernandes, para que este ficasse livre de dívidas que tinha para com as mesmas. No fim de 2018, o empresário português já tinha sido preso, por tentar pedir asilo político de forma fraudulenta aos EUA.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)