Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Empresários encurralados pelas chamas no regresso a casa

Manuel André Almeida e Maria Cipriano iam para a Amadora quando foram surpreendidos a EN 236.
20 de Junho de 2017 às 13:20
Manuel André Almeida
Maria Cipriano
Manuel André Almeida
Maria Cipriano
Manuel André Almeida
Maria Cipriano
Manuel André Almeida, de 62 anos, e a mulher, Maria Cipriano, de 59, morreram no carro.

Regressavam a casa, na Amadora, saídos de um almoço em Góis, quando foram apanhados pelas chamas na estrada da morte. O casal de empresários - a família tem uma empresa de confeções nos Moinhos da Funcheira (Amadora) e uma loja na mesma cidade - não conseguiu fugir à armadilha de fogo na tarde de sábado.

Maria era conhecida como D. Bia, natural de Vale de Vargo, em Serpa. "Uma joia de pessoa", disse ontem ao CM uma cliente que a empresa das vítimas fornecia. Já Manuel André Almeida tinha origens em Góis, onde mantinha responsabilidades numa coletividade - razão pela qual se deslocaram àquele concelho para o almoço de sábado.

A família recusou-se ontem a prestar declarações. Também os funcionários escolheram o silêncio. Os corpos estão na morgue da medicina legal de Coimbra.
Maria Cipriano Manuel André Almeida Amadora Góis Moinhos Funcheira
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)