Empresas pagam por queda de muro que feriu bombeiros

Elsa e António Madeira receberam dinheiro e um apartamento. Mulher ficou tetraplégica.
Por I.J.|13.10.18
Duas empresas de construção civil envolvidas na construção de um murete que atingiu um casal de bombeiros de Vila Nova da Barquinha, em 2012, deixando a mulher tetraplégica, foram condenadas a pagar uma multa de 97 mil euros, pelo Tribunal do Entroncamento, por infração de regras de construção, agravado pelo resultado: ofensas à integridade física graves.

Elsa e António Madeira, de 54 anos, estavam na tasquinha dos bombeiros, no parque Ribeirinho de Vila Nova da Barquinha.

O casal foi indemnizado, recebendo dinheiro e um apartamento, da câmara e das duas empresas.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!