Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

“Encheu-se logo de água e virou”

O "mar falso" surpreendeu ontem três pescadores de Peniche que estavam nu-ma lancha à pesca com aparelho. As ondas de três metros viraram o barco e arrastaram os tripulantes para a água. Dois conseguiram chegar a terra a nado, mas o mestre teve de ser socorrido.
27 de Novembro de 2011 às 01:00
André Martins, de 20 anos, era um dos tripulantes do pesqueiro ‘Timar’, que ontem naufragou ao largo de Peniche
André Martins, de 20 anos, era um dos tripulantes do pesqueiro ‘Timar’, que ontem naufragou ao largo de Peniche FOTO: Carlos Barroso

O ‘Timar’, com 6,25 metros de comprimento, já tinha capturado 60 quilos de robalo quando, cerca das 10h00, a 600 metros da costa, em Pedras Muitas, na zona do Baleal, Peniche, foi apanhado pela ondulação, segundo André Martins, de 20 anos, um dos tripulantes.

"O mar começou a encher e de repente a partir. A lancha ficou cheia de água e virou logo", recordou o jovem, confessando ter sentido "uma grande aflição".

"Tínhamos todos os coletes salva-vidas e eu larguei as botas e calças para não ir ao fundo e conseguir nadar", adiantou André Martins.

Outro tripulante, José Miguel, de 40 anos, também conseguiu nadar algumas centenas de metros e chegar à costa são e salvo.

Mais dificuldades sentiu o mestre Rogério Paulo, de 45 anos, que acabou por ter de ser socorrido por um nadador-salvador e por um monitor de uma escola de surf. Foi transportado para o Hospital de Peniche e teve alta poucas horas depois.

peniche barco naufrágio pescadores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)