Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Encontra feto num plástico

É com alguma repugnância que Rui Cristóvão fala do feto encontrado, na tarde de anteontem, num terreno baldio, a menos de cem metros da casa onde mora em Belas, no concelho de Sintra.

3 de Abril de 2009 às 00:30
Um rapaz passava na zona quando encontrou um saco que abriu
Um rapaz passava na zona quando encontrou um saco que abriu FOTO: Manuel Moreira

"A polícia apareceu-me aqui, deveriam ser umas 18h00, a perguntar se eu tinha visto alguma coisa e contou-me que tinham encontrado um feto", lembra o homem de 72 anos, proprietário de uma espingardaria em Queluz.

O feto, do sexo feminino, foi encontrado dentro de um saco de plástico abandonado junto a uma estrada de terra batida conhecida pelos moradores por fazer a ligação da avenida da Igreja do Pego Longo à Serra da Silveira.

No local onde foi abandonado o saco, perto de um poste de electricidade, há muito lixo. Segundo adiantou ao CM fonte policial, o feto foi encontrado por um jovem de 21 anos que passava no local e viu o saco. Curioso, resolveu abri--lo. A mesma fonte revelou ainda que o feto estaria dentro do saco "há umas 20 horas".

Outra fonte policial adiantou que o feto tinha cerca de quatro a cinco meses de gestação e terá sido abandonado por uma mulher que abortou. "Não sabemos se por razões naturais ou provocadas", especificou.

Rui Cristóvão, que mora naquela casa há tantos anos que já lhes perdeu a conta, não se lembra de alguma vez ali ter sido realizada uma descoberta tão macabra.

"É verdade que os miúdos vêm para aqui traficar e consumir drogas. E que muitos dos carros roubados são aqui desmantelados. Há até quem os atire pela encosta" refere, lamentando a descoberta que, na realidade, não o surpreende, diz.

"As raparigas e os rapazes andam sempre por aí. Provocam-se mutuamente e depois resulta neste tipo de situações", lamenta Rui Cristóvão.

Alertada para o achado, a PSP deslocou-se à zona e chamou a delegada de saúde, que confirmou o óbito, tendo o feto sido transportado para o Instituto de Medicina Legal. Depois foi chamada a Polícia Judiciária, que tomou conta da ocorrência e investiga.

APONTAMENTOS

DEIXADO NA SANITA

Um feto foi encontrado no dia 27 de Janeiro, na casa de banho de um café na avenida de Roma, em Lisboa. Segundo uma empregada, o feto terá sido abandonado na sanita na tarde do dia anterior por uma cliente. "Era uma moça nova. Queixou-se de que sentia dores e de que se estava a sentir mal", disse.

ABANDONADO EM ETAR

Funcionários da Estação de Tratamento de Águas Residuais de Albufeira descobriram um feto de 4 meses, do sexo masculino, no dia 20 de Março do ano passado. Foi encontrado em ci-ma de uma das grelhas de filtragem do esgoto, canalizado por condutas que ligam ao centro de Saúde e ao parque de Campismo.

NA CASA DE BANHO

Um feto do sexo masculino, com quatro meses e meio de gestação, foi encontrado no dia 27 de Janeiro do ano passado, no cesto de uma casa de banho, na estação de serviço da Cepsa, em Silves, por um funcionário de limpeza.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)