Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Endividado rouba com arma falsa no Porto

Carpinteiro, 28 anos, estava desempregado e contraiu elevadas dívidas no casino. Comprou pistola de três euros em hipermercado e fez quatro roubos
10 de Outubro de 2013 às 10:36
Loja Admira Valor, no centro de Marco de Canaveses, foi um dos alvos do ladrão
Loja Admira Valor, no centro de Marco de Canaveses, foi um dos alvos do ladrão

Desempregado e com elevadas dívidas contraídas no casino, o carpinteiro, de 28 anos, viu no mundo do crime a solução para os seus problemas. Dirigiu-se a um hipermercado, comprou uma pistola de plástico no valor de três euros e, entre segunda e terça-feira passadas, efetuou quatro assaltos a lojas de compra e venda de ouro, no distrito do Porto. Foi detido anteontem pela Polícia Judiciária do Porto.

O suspeito foi ontem ouvido por um juiz de instrução criminal, mas desconhecem-se as medidas de coação aplicadas.

O primeiro roubo do assaltante - que até então não tinha antecedentes criminais - ocorreu na segunda-feira, às 09h00, na loja Ourojusto, em Penafiel. O assaltante apontou a arma falsa ao funcionário e levou mil euros. Uma hora depois, já em Lousada, o carpinteiro atacou a loja Alexandre Inácio, Lda., de onde levou 415 euros.

Anteontem, o carpinteiro efetuou mais dois crimes . Por volta das 11h00, atacou a Admira Valor, em Marco de Canaveses, tendo arrecadado 400 euros. Uma hora depois, na Lixa, em Felgueiras, assaltou a loja Ouro Certo. Roubou 200 euros.

Durante os assaltos, o ladrão deixou sempre as vítimas convictas de que a arma que tinha era verdadeira. Amedrontadas, estas davam sempre todo o dinheiro que tinham no estabelecimento.

O carpinteiro terá alegado às autoridades que andava desesperado. Precisava urgentemente de dinheiro para pagar as elevadas dívidas.

desempregado carpinteiro roubo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)