Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

“Enfiaram-lhe a arma na boca”

Esperaram que os últimos dois clientes saíssem. E no momento em que António Figueiredo, o proprietário do restaurante Fagulha, em Belas, Sintra, ia para trancar a porta do estabelecimento, atacaram de forma rápida e violenta.
24 de Dezembro de 2009 às 00:30
Assaltantes esperaram que o restaurante Fagulha ficasse vazio para atacar proprietários
Assaltantes esperaram que o restaurante Fagulha ficasse vazio para atacar proprietários FOTO: Manuel Moreira

"Enfiaram--lhe a pistola na boca e disseram para a dona Céu [a mulher] estar calada", recorda ao CM uma testemunha do assalto de anteontem à noite. Foi o segundo do género naquela localidade no espaço de quatro dias.

Segundo o CM apurou, o trio de assaltantes – "três negros muito novos, dois deles encapuzados" – tentou abrir a caixa registadora, mas como não conseguiu acabou por agredir António Figueiredo à coronhada e com um escadote. Teve de receber tratamento no hospital, onde foi suturado com vários pontos na cabeça e sobrolho.

Os ladrões acabaram por fugir a pé pela serra da Silveira só com "30 ou 40 euros". "A casa tinha estado cheia, mas ele conseguiu esconder o dinheiro. A PJ investiga o caso.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)