Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Enterra dinheiro mas é roubado (COM VÍDEO)

Durante quatro anos, Domingos Magalhães, de 45 anos, manteve 20 mil euros enterrados dentro de um frasco, na garagem improvisada ao lado de sua casa, no lugar de Pepim, Vieira do Minho. Ontem pela manhã, quando retirou a carrinha para ir trabalhar – que estava estacionada em cima do esconderijo –, apercebeu-se que o local tinha sido vasculhado e alguém lhe tinha roubado o dinheiro que juntou ao longo de toda a vida, para poder comprar um terreno.
27 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Domingos Magalhães ficou ontem sem o dinheiro que tinha enterrado na garagem ao lado de sua casa
Domingos Magalhães ficou ontem sem o dinheiro que tinha enterrado na garagem ao lado de sua casa FOTO: Joana Neves Correia

'Desgraçaram a minha vida. Juntei durante tanto tempo para agora não ter nada. É injusto', desabafou desolado Domingos, que explicou também as razões por não guardar o dinheiro nem em casa nem no banco. 'Já uma vez me assaltaram a casa e levaram valores. Fiquei com medo. No banco é a mesma coisa. Tinha receio que me ficassem com tudo. Agora vejo que de nada valeu', acrescentou.

No seio da família pairava o desconsolo e a desconfiança. 'As pessoas dizem que eu tenho muito dinheiro porque estive emigrado em Espanha algum tempo. Devem ter vindo procurar e encontraram. Mas é estranho, visto que só a minha mulher sabia disto', contou o homem que realçou o facto do seu cão não ter dado o alerta para a presença de estranhos na casa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)