Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Entroncamento: Tagusgás nega responsabilidades nas explosões

A Tagusgás, responsável pelo abastecimento de gás nos distritos de Santarém e Portalegre, negou esta sexta-feira a responsabilidade na obra que, alegadamente, terá danificado uma conduta de gás natural e causado uma explosão num prédio do Entroncamento.
21 de Janeiro de 2011 às 15:25
Explosões provocaram danos no prédio e obrigaram à evacuação dos moradores
Explosões provocaram danos no prédio e obrigaram à evacuação dos moradores FOTO: Paulo Cunha/Lusa

Duas pessoas sofreram ferimentos ligeiros devido às explosões provocadas pelo gás que se infiltrou num prédio, depois de uma ruptura ocorrida numa conduta de gás natural no decurso das obras que decorrem na rua para colocação de fibra óptica.

 

Na sequência da explosão, que ocorreu pelas 9h37, a Tagusgás afirma que "decorriam obras no local do acidente alheias à empresa".

 

Em comunicado publicado no site, a empresa de abastecimento de gás avança que deslocou para o local do acidente uma equipa técnica para "apurar as causas do mesmo".

 

"Quando o acidente estiver completamente esclarecido será possível prestar a informação sobre as causas que o provocaram", termina a empresa.

 

Os dois feridos - um bombeiro apanhado pela onda de choque da última explosão e um morador que ficou em estado de choque - já tiveram alta.

 

As explosões provocaram ainda danos graves na cobertura do edifício e numa loja de artigos informáticos e a queda de uma parede num apartamento do último piso, entre outros estragos.

 

Além da Tagusgás, no terreno estiveram os Bombeiros Voluntários do Entroncamento, a PSP, a Protecção Civil municipal, técnicos da autarquia e o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) e Santarém.

Tagusgás explosão Entroncamento
Ver comentários