Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

“Era tudo para os pais e irmãos”

"Era uma criança saudável, que nunca teve qualquer doença, até ontem [anteontem]. Estamos desesperados para saber o que aconteceu ao Zezinho", dizia, em lágrimas, ao Correio da Manhã, o tio de Pedro José Martins, o menino de 13 anos, de Barcelos, que anteontem sofreu uma paragem cardiorrespiratória e que ontem acabou por morrer no Hospital de S. João, no Porto.
28 de Abril de 2011 às 00:30
Familiares junto ao prédio onde Pedro morava
Familiares junto ao prédio onde Pedro morava FOTO: Fátima Vilaça

‘Zezinho’, como era carinhosamente tratado pela família, era o mais novo de três irmãos. Filho de uma doméstica e de um pedreiro, o menor "era a esperança da casa", referiu o tio José Coelho. "Ele era tudo para os pais e para os irmãos. Era o menino dos olhos da minha irmã", completou, com a voz embargada pelas lágrimas.

Segundo os familiares, Pedro José começou a ter febres altas e fortes dores de cabeça há uma semana. "Ele queixava-se muito e foi à Urgência do Hospital de Barcelos na terça-feira [dia 19], mas mandaram-no para casa com ben-u-ron", adiantou o tio.

Como os sintomas se mantiveram, o menino voltou ao Hospital no Domingo de Páscoa. "Fizeram--lhe um raio-X ao peito e mandaram-no para casa, mas ele nem conseguia andar", lamenta o tio, acrescentando, conformado: "Espero que o médico que o atendeu reflicta a pensar na asneira que fez".

O CM tentou ontem, sem sucesso, ouvir o responsável do Hospital de Barcelos.

Questionado pelo CM, o cardiologista Manuel Carrageta estranha, pelos sintomas, que a criança tivesse problemas cardíacos. De acordo com o médico, as queixas "poderiam indicar uma infecção respiratória, ou uma virose, muito comuns nestas idades".

O clínico avança ainda a hipótese de Pedro ter sofrido uma meningite. No entanto, só o resultado da autópsia, que ontem foi realizada no Porto, pode definir a causa da morte do estudante do 7º ano.

O funeral realiza-se amanhã, às 16h30, em Barcelos.

BARCELOS PORTO DORES PARAGEM CARDIORRESPIRATÓRIA
Ver comentários