Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Escola preocupada

Na Escola EB 2,3 de António Feijó, Ponte de Lima, a preocupação com Andreia, a jovem de 13 anos desaparecida de Boalhosa há 23 dias, aumenta a cada dia que passa. Amigos da jovem estão bastante preocupados com o desaparecimento da jovem com o namorado, Stephane de 21 anos. "Sempre me dei muito bem com ela, somos muito amigas, mas nunca suspeitei de nada," disse Joana, uma das amigas.

8 de Janeiro de 2009 às 00:30
Andreia frequenta o 8.º ano na Escola EB 2,3 de António Feijó. Os colegas anseiam que a jovem regresse o mais rapidamente possível, para não perder o ano escolar.
Andreia frequenta o 8.º ano na Escola EB 2,3 de António Feijó. Os colegas anseiam que a jovem regresse o mais rapidamente possível, para não perder o ano escolar. FOTO: sónia caldas

Os dias de Andreia dividiam-se entre a casa e a escola. Ao domingo à tarde costumava ir com duas amigas a um café, a poucos metros de casa. "Íamos muitas vezes ao café e o Stephane também estava lá, mas nunca imaginei que isto acontecesse até porque toda a gente sabe que ele não é boa pessoa," afirmou a mesma amiga.

Na escola a jovem sempre teve bom comportamento, era considerada boa aluna e sempre ajudou os colegas com maiores dificuldades. "Ela é uma excelente aluna, nunca faltava, até no dia em que desapareceu foi às aulas todas," disse Glória Fernandes, tia da jovem.

A menor corre o risco de reprovar por faltas. "A Andreia tem faltado às aulas e sabemos que pode reprovar o ano, só queremos que ela apareça, o resto já não tem importância," explica a mesma familiar.

Anteontem, alguns moradores na zona afirmaram ter visto Stephane na feira de Ponte de Lima, na segunda-feira. "Disseram-nos que o viram na feira mas já não sabemos em que acreditar". Também a GNR de Ponte de Lima considera a pista pouco credível.

Glória apenas quer que Andreia volte e que Stephane seja punido. "Só quero que ela volte para casa, mas ele também vai ter o castigo que merece", garantiu.

A PJ e a GNR de Ponte de Lima continuam a investigar o caso, mas até ao momento ainda não surgiu nenhuma pista credível.

PORMENORES

75 MIL EUROS

Stephane herdou um apartamento após a morte da mãe. A venda rendeu 75 mil euros.

CONTAS

O jovem herdou também dinheiro que a mãe tinha em duas contas bancárias.

RESIDENCIAL

Stephane viveunuma residencialdurante dois meses. Andreia visitou-o duas vezes.

BEM-EDUCADO

A funcionária da residencial diz que Stephane era calmo e bem-educado.

PRIMOS

Andreia e Stephane são primos em segundo grau. Stephane relembrava isso várias vezes.

FRANCÊS

Stephane só fala francês pois até aos 18 anos viveu numa instituição em França.

Ver comentários