Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Escolas Agrícolas pretendem modelo europeu

A criação de uma estrutura modular acreditada que seja válida em toda a Europa, tal como acontece com o Tratado de Bolonha, é um dos objectivos das escolas agrícolas europeias e que irá ser discutido entre os dias 5 e 9 de Setembro, no norte de Portugal.
3 de Setembro de 2007 às 11:43
Escolas agrícolas procuram sistema europeu
Escolas agrícolas procuram sistema europeu FOTO: d.r.
O presidente da Associação Portuguesa de Escolas Profissionais Agrícolas, Luís Barradas revelou a importância deste encontro europeu, no qual irão marcar presença mais de 50 pessoas, entre professores, directores de escola e representantes dos Ministérios da Agricultura ou Educação de 18 países europeus.
Um dos principais assuntos que irão ser abordados é a criação de um sistema europeu de créditos para a educação e formação profissional, semelhante à implementação do Tratado de Bolonha no ensino superior um pouco por toda a Europa.
Uma grande parte das escolas profissionais agrícolas portuguesas apresenta resultados notáveis na adesão aos seus cursos, sucesso que advém, de acordo com alguns dos seus responsáveis, pelos mau desempenho dos alunos enquanto frequentavam o ensino regular. Contudo, alguns directores refutam esta ideia, justificando que a componente prática destas escolas são a principal atracção, rejeitando de forma categórica que o ensino profissional é somente uma alternativa ao insucesso e abandono escolares.
Luísa Luís, directora pedagógica da Escola Profissional do Algarve, partilha desta ideia referindo que os jovens têm mais propensão para as actividades práticas. No entanto, esta escola é um caso de insucesso na vertente agrícola há 10 anos, contando actualmente com 60 alunos distribuídos em quatro cursos, não se revelando como primeira escolha dos alunos daquela região do sul do país.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)