Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Esmeralda viveu momentos de tristeza

A separação de Esmeralda Porto do casal que a acolheu aos três meses provocou "momentos de tristeza" e de "saudades", mas esses sentimentos quase desapareceram depois da Páscoa de 2009, revelou ontem a antiga professora da menina, no Tribunal de Torres Novas.
20 de Fevereiro de 2010 às 00:30
Criança sente-se bem com o pai
Criança sente-se bem com o pai FOTO: Ricardo Almeida

Segundo Hortense Duque, a menor entrou na escola de Cabeçudos, Sertã, em Janeiro de 2009, depois de ter sido entregue à guarda do pai biológico, e no início manifestou alguma nostalgia. Quando instada a justificar a sua tristeza, dizia ter "saudades da mãe Adelina e do pai Luís" – os pais afectivos.

A partir do momento em que passou a estar mais com a mãe biológica, Aidida Porto, o estado de espírito retomou a normalidade.

Nessa altura, Esmeralda manifestou a intenção de ir viver com a mãe, mas também verbalizou que gostava de viver com o pai – Baltazar Nunes –, o que levou a docente a concluir que "ela gosta das duas partes".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)