Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

ESMURROU TODOS

A atitude do indivíduo surpreendeu toda a gente. Funcionários e clientes das bombas da Galp da Avenida Duarte Pacheco, em Lisboa, viram-se obrigados a, no domingo de manhã, chamar a PSP, em virtude de o homem em causa estar a, sem motivo aparente, agredir toda a gente. A violência atingiu até três dos agentes da PSP que o detiveram e os paramédicos que depois o assistiram.
29 de Junho de 2004 às 00:00
O movimento na estação de serviço, no sentido Lisboa-Cascais, era ainda pouco, pelas 08h00 de domingo. O causador da onda de violência, um homem de 27 anos, surgiu vindo do nada, com objectivos ainda não explicitados.
“Ele usou de poucas palavras. Na zona de acesso à loja começou por agredir alguns clientes. Os funcionários de serviço na altura, quando se aperceberam do sucedido, e foram ver o que se passava, também acabaram por ser atingidos”, explicou ao CM uma fonte policial.
Alertada para a confusão, a PSP enviou ao local dois carros patrulha. No entanto, a fúria violenta do sujeito acabou também por atingir os agentes. “Quando o tentaram controlar, três agentes foram agredidos com violência pelo indivíduo. Mas, apesar da dificuldade, vieram a conseguir dominá-lo”, acrescentou.
O desequilíbrio mental do agressor obrigou mesmo à presença de uma ambulância do INEM, que o transportasse ao Hospital Curry Cabral.
No entanto, nem os paramédicos escaparam, vindo a ser agredidos antes de conseguir meter o indivíduo no interior da ambulância.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)