Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Espanca a mulher e diz que é vítima

Vítima fugiu de casa com a filha menor do casal e as duas têm vivido em casas-abrigo. Homem, de 33 anos, está ainda a ser julgado por furto de animais.
7 de Fevereiro de 2014 às 08:38
Arguido tentou estrangular a mulher com um cinto
Arguido tentou estrangular a mulher com um cinto FOTO: Ricardo Cabral

Acusado de tentar estrangular, agredir e ameaçar de morte a mulher com facas, o mariscador José Manuel negou ontem ao Tribunal de Estarreja todos os crimes de que está acusado e afirmou que era ele a vítima às mãos da agora ex-esposa. Desde novembro de 2011 que a mulher e a filha menor do casal têm passado por várias casas-abrigo para fugir a José Manuel.

O mariscador, de 33 anos, residente na Murtosa, está também a ser julgado pelo furto de cinco cabritos e uma cabra juntamente com outros dois homens. Luís Silva, outro dos arguidos neste processo, responde pelo assalto a uma casa.
O tribunal juntou todos os processos que estão a ser julgados em simultâneo.

"Ainda namorávamos e ela agrediu-me à bofetada, mas fui aguentando porque gostava muito dela", afirmou o homem, sem conseguir justificar as lesões no pescoço e vários outros ferimentos que a mulher terá sofrido e que constam de um relatório médico.

Segundo a acusação do Ministério Público, num dos casos José Manuel tentou estrangular a mulher com um cinto e depois asfixiá-la com uma almofada, mas o homem negou esse episódio. Também a mãe de José Manuel apresentou várias queixas contra ele por violência doméstica que ainda não chegaram a julgamento. "Damo-nos bem e não sei porque o fez", afirmou o homem. A mãe de José Manuel saiu de casa e está há mais de um ano no Canadá com os outros filhos. A ex-mulher de José Manuel será ouvida hoje. 

espanca mulher vítima
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)