Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

ESPANHÓIS PROCURAM ALQUEVA

Os agricultores portugueses ainda não estão a utilizar as potencialidades da barragem do Alqueva para regadio, num altura em que a albufeira já encheu mais de metade da sua capacidade para armazenamento. Ao mesmo tempo, a imprensa espanhola dá conta de que empresários do país vizinho estão a investir em Portugal para aproveitar este recurso.
8 de Fevereiro de 2004 às 12:40
Na albufeira do Alqueva a água já chega a 144 metros de altura fazendo com que faltem apenas 1.500 hectómetros cúbicos para a mesma atingir o total de armazenamento de água (4.150 hectómetros cúbicos). Ainda assim, os agricultores portugueses não estão ainda a beneficiar deste regadio, já que o primeiro bloco de rega, inserido no perímetro de rega de Odivelas, Ferreira do Alentejo, ter dado problemas. Inaugurada em Março de 2002, para regar os primeiros milhares de hectares, a estrutura apresenta fissuras e problemas no canal adutor principal, pelo que só deve começar a funcionar no próximo mês.
Por seu lado, e segundo o diário regional espanhol Hoy, empresas e cooperativas agrícolas espanholas estão a investir em terrenos no Alentejo com vista a aproveitar o perímetro de rega do Alqueva. O mesmo jornal adianta que já foram comprados cerca de 15 mil hectares de terrenos para cultivar laranjas e azeitonas e que empresas turísticas também estão interessadas na água do Alqueva.
O segundo aniversário do encerramento das comportas da Barragem de Alqueva é assinalado este domingo. A obra, encarada como a solução para os problemas da região, representa hoje um sentimento de desilusão e algumas reservas por parte das organizações ambientalistas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)