Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Esquadra com todas as celas indisponíveis

Detidos são enviados para Lagos ou para esquadra do aeroporto.
João Mira Godinho 13 de Julho de 2016 às 08:24
Esquadra de Portimão é de 1994 e já apresenta sinais de degradação evidentes, denunciou o deputado Paulo Sá
Esquadra de Portimão é de 1994 e já apresenta sinais de degradação evidentes, denunciou o deputado Paulo Sá FOTO: Miguel Veterano Júnior
As quatro celas da esquadra de Portimão da PSP não podem ser utilizadas. Os detidos têm de ser enviados para Lagos ou, quando são em maior número, para a esquadra no Aeroporto Internacional do Algarve, em Faro.

A situação foi ontem confirmada ao CM pelo Comando de Faro da PSP, adiantando que estão a decorrer estudos para que sejam feitas as alterações necessárias, mas não há prazos nem datas para quando se poderão voltar a utilizar as celas.

Ao que o CM apurou, a situação prende-se com novas regras de segurança, que entraram em vigor, e que obrigam a alterações tanto na localização das celas como no interior.

O caso foi denunciado pelo deputado Paulo Sá, do PCP, eleito pelo Algarve, depois de uma visita à esquadra feita por uma delegação do partido. Segundo o parlamentar, além do problema com as celas, no edifício "as canalizações de água têm fugas, traduzindo-se em múltiplas infiltrações nas paredes e nos tectos, em várias divisões o estuque das paredes e dos tectos está danificado, há peças inteiras de tectos falsos em falta, algumas portas estão degradadas, os aparelhos de ar condicionado de vários espaços estão avariados". Também a pintura exterior está em mau estado.

Paulo Sá, que questionou o Governo sobre a situação e quando avançarão as obras, acrescenta que, "apesar de o edifício ser relativamente recente (1994), os sinais de degradação são evidentes", e precisa "de obras de manutenção".
Portimão PSP Lagos Aeroporto Internacional do Algarve Comando de Faro da PSP Paulo Sá PCP
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)