Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

ESTADO PROCESSADO

Um grupo de enfermeiros dos três ramos das Forças Armadas (FA) colocou o Estado em Tribunal, para exigir o acesso à carreira de oficial, direito que reclamam.
18 de Julho de 2004 às 00:00
Segundo os subscritores da acção, a situação profissional dos enfermeiros do Exército, Marinha e Força Aérea, é “ilegal” e assume contornos de “absoluto desprezo pelos mais elementares direitos dos trabalhadores”. Como não lhes reconhece o direito de ingressar numa carreira de oficial, mesmo estando habilitados com o bacharelato ou licenciatura, não podem passar de sargentos.
Com a acção administrativa interposta esta semana no Tribunal Administrativo de Lisboa, os enfermeiros descontentes esperam ver reconhecido o direito de aceder aos postos de oficiais, bem como beneficiar das regalias inerentes às graduações.
O Ministério da Defesa garante que a questão está a ser analisada no âmbito da reforma da estrutura de saúde militar.
Ver comentários