Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Estandarte Nacional regressou a Braga

Força Nacional com 154 militares do Exército cumpriu missão no aeroporto de Cabul.
Fátima Vilaça 12 de Janeiro de 2020 às 10:15
Estandarte Nacional, que acompanhou a última missão militar portuguesa no Afeganistão, regressou a Braga
Portugueses recebem estandarte
Bloco de estandartes
Estandarte Nacional, que acompanhou a última missão militar portuguesa no Afeganistão, regressou a Braga
Portugueses recebem estandarte
Bloco de estandartes
Estandarte Nacional, que acompanhou a última missão militar portuguesa no Afeganistão, regressou a Braga
Portugueses recebem estandarte
Bloco de estandartes
É o fechar de um ciclo, a entrega do símbolo máximo da Nação, que ao longo de seis meses acompanhou uma missão bem sucedida no Afeganistão".

Foi com o sentimento de "dever cumprido" e com "grande orgulho" em servir a pátria, que os 154 militares do Exército que integraram a 3ª Força Nacional Destacada no Afeganistão entregaram este sábado, em Braga, o Estandarte Nacional que os acompanhou nessa missão. O grupo fez parte da formação em Braga e, por isso, a cidade dos Arcebispos acolheu a cerimónia militar.

Samuel Gomes, o major que comandou a Força de Reação Rápida que esteve no Afeganistão entre maio e novembro do ano passado, disse ao CM que o desafio foi "enorme". "Foi uma missão de risco, num ambiente muito difícil, em que a nossa missão era defender o principal aeroporto de Cabul, garantindo a segurança das seis mil pessoas que lá passam e trabalham diariamente", explicou o militar.

Numa altura em que os conflitos no Médio Oriente se agudizam, o major, que comandou a segunda missão no estrangeiro, diz que não teme pela segurança dos miliares que estão atualmente no Iraque. "Estão num local seguro, apesar do ambiente de grande tensão. Julgo que não há nada a temer", vincou.

Entre os 154 militares que regressaram do Afeganistão, estava Inês Fernandes. Com 21 anos, a militar de Coimbra, não esconde o "enorme orgulho" de representar a nação.

"Confesso que houve alturas de muito medo e que todo o tempo que lá passamos foi de grande concentração e atenção, mas não escondo que, se tiver oportunidade, repetirei uma missão no estrangeiro", atirou.
Estandarte Nacional Braga Nação Afeganistão distúrbios guerras e conflitos política guerra defesa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)