Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Estudante de Medicina que matou a mãe começa a ser julgado

Um tribunal colectivo e de júri começa esta sexta-feira a julgar, em Coimbra, o estudante universitário indiciado pelo homicídio da mãe, em Setembro de 2010.

11 de Novembro de 2011 às 09:14
O Ministério Público defende que o jovem foi motivado a matar por causa do comportamento "controlador" da mãe
O Ministério Público defende que o jovem foi motivado a matar por causa do comportamento 'controlador' da mãe FOTO: Ricardo Almeida

Luís Filipe Castanheira, de 24 anos, estudante de medicina, é acusado do homicídio da médica Eugénia Madeira, na madrugada de 7 de Setembro, por "razões fúteis" e motivado por um alegado comportamento "controlador" da mãe em relação ao percurso escolar e pessoal.

Segundo a acusação, o crime terá sido preparado com antecedência e sujeito a uma encenação de modo a aparentar um assalto em casa, por escalada por uma varanda, e confronto com a vítima, que sucumbiu a golpes de faca no pescoço.

A faca que terá sido utilizada na concretização do crime foi encontrada numa casa da família na Figueira da Foz e o suspeito foi detido escassas horas após se conhecer o homicídio.

Luís Filipe Castanheira tinha sido adoptado, ainda bebé, por Eugénia Madeira e pelo ex-marido.

Homicídio Estudante Mãe Matricídio Julgamento Júri
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)